A IMPLEMENTAÇÃO DA COMISSÃO NACIONAL DO LIVRO DIDÁTICO NO ESTADO NOVO (1937-1945)

Alesson Ramon Rota

Resumo


O presente artigo tem o objetivo de discutir as contribuições da Comissão Nacional dos Livros Didático (CNLD) para a política governamental do Estado Novo (1937-1945). Durante os anos da ditadura houveram algumas implementações educacionais. Uma delas é a criação da CNLD, órgão que objetivou regular e fiscalizar todos os livros didáticos em circulação no país. Para verificarmos a repercussão da CNLD no interior do livro didático utilizamos um livro de história de uso oficial do Estado. Nele constatamos que a escrita da história da época pautada em uma teoria historicista, também contribuiu para propagandear uma imagem positiva do Governo Vargas.

Palavras-chave


Livros Didáticos; Estado Novo; Comissão Nacional do Livro didático.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/clio.v5i1.40212

Apontamentos

  • Não há apontamentos.