PRODUÇÃO, IMPORTAÇÃO, EXPORTAÇÃO E CONSUMO APARENTE DE PAINÉIS DE MADEIRA NO BRASIL ENTRE 1961 E 2016

Carlos Roberto Sanquetta, Gabriel Mendes Santana, Mateus Niroh Inoue Sanquetta, Thiago Wendling Gonçalves de Oliveira, Ana Paula Dalla Corte

Resumo


O segmento de painéis de madeira vem crescendo no Brasil com a consolidação das plantações florestais e da ampliação industrial. Este artigo aborda a evolução temporal da produção, importação, exportação e consumo aparente dos painéis de madeira no Brasil entre 1961 e 2016. Os dados foram extraídos do sistema FAOSTAT da FAO. Os produtos analisados foram agrupados em: chapas de fibras e duras, MDF+HDF, OSB, partículas, compensados, partículas e OSB e outros. Foram produzidas 218 M t de painéis nesse interstício temporal, dos quais38% de Compensados, 23% de Partículas, 20% de MDF+HDF,10% de Chapas duras de fibras, 6% de Partículas+OSB, 2% de OSB e 1% de Outras. Historicamente Compensado foi o tipo de painel mais produzido no Brasil, mas atualmente MDF+HDF o superam (39%), assim como Partículas (29%). Todavia, Compensado segue notoriamente como o principal produto de exportação na série histórica. As exportações superam as importações em quantidade, resultando em balanço positivo. O maior produto de importação é Chapas duras de fibras. O consumo aparente segue parcialmente as tendências da produção, mas como a maior parte do Compensado produzido no Brasil é para exportação, seu consumo interno atual é de apenas 6%. O consumo per capita de painéis de madeira saltou de 3 em 1961 para 34 m3.hab-1.ano-1 em 2016. Concluiu-se que os painéis de madeira desempenham importante papel na indústria florestal e que os produtos de partículas e fibras estão ganhando o mercado interno, enquanto os painéis laminados ainda são o carro-chefe nas exportações.


Palavras-chave


Chapas de madeira; Comércio; Madeira; Mercado; Produtos Florestais

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/biofix.v5i1.66112

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

BIOFIX Scientific Journal. ISSN Eletrônico (e-ISSN): 2525-9725

SJIF 2016 (Scientific Journal Impact Factor): 3.973

Indexado em (Indexed on): 

     

                    

         

  

    

   

      

Biblioteca Virtual de Biotecnología para las AméricasHsH - BibliothekSJIFactor


Todos os conteúdos desta revista estão licenciados sob uma Licença Internacional Creative Commons 4.0 (CC BY 4.0)

All the contents of this journal is licensed under a Creative Commons 4.0 Internacional License (CC BY 4.0)


Flag Counter