UM ESTUDO SOBRE O USO DO MODELO DE COR RGB NO PROCESSO DE CORRESPONDÊNCIA POR CORRELAÇÃO

Paulo Henrique Amorim da Silva, Antonio Maria Garcia Tommaselli, Mauricio Galo, Elaine Costa

Resumo


A determinação da correspondência entre pontos homólogos em estereopares é um
procedimento fundamental para a automação de várias etapas do processo
fotogramétrico. Na grande maioria dos softwares comerciais em uso, os algoritmos
de correlação automática exploram a informação de intensidade (ou de tons de
cinza), deixando de incorporar informações das cores, que podem ser úteis, se
utilizadas de modo adequado, para aumentar a robustez das técnicas de
correspondência. Neste trabalho apresentam-se técnicas para utilizar a informação
do modelo de cor rgb no processo de correlação, a partir da geração de uma matriz
de correlação para cada canal de cor e de sua combinação por meio de funções
apropriadas. Utilizando o valor do traço da matriz covariância das translações da
imagem de referência para cada canal, é possível prever qual destes pode propiciar
um melhor resultado na correspondência e, com isto, ponderar adequadamente as
matrizes de correlação. Os pesos são atribuídos de forma automática, de acordo com
as características de cada imagem, a partir da análise de cada janela de referência.
Para testar esta metodologia foram realizados testes com imagens aéreas digitais
coloridas. Nos experimentos realizados, foram obtidas correlações corretas que
falhariam ao usar técnicas que consideram somente imagens em tons de cinza. Os
resultados são apresentados e discutidos, e mostram que o uso da informação de cor
contribui para o aumento da robustez do processo de correlação.

Palavras-chave


Image Matching, Digital Photogrammetry, Computer Vision; Correlação de Imagens, Fotogrametria Digital, Visão Computacional

Texto completo:

PDF


Direitos autorais



Boletim de Ciências Geodésicas. ISSN: 1982-2170