Integração e gerenciamento de dados: uma proposta de aplicação em city information modeling

Igor Pereira Martins, Ricardo Mendes Junior

Resumo


O presente projeto busca relatar os referenciais e metodologias a serem utilizados na construção de um trabalho de dissertação deste autor no programa de mestrado em Gestão da Informação na Universidade Federal do Paraná. Como proposta está o aprofundamento das discussões urbanas, onde mais especificamente será feito uso da ferramenta de City Information Modeling. Está presente neste um breve relato acerca das questões urbanas e dos setores que envolvem essa temática. Então é relatado sobre a necessidade de novos modelos para análise dos problemas que envolvem as cidades. É apresentado, dessa forma, a ferramenta de City Information Modeling como uma maneira de auxiliar no desenvolvimento de novas propostas e apresentação de soluções modernas às questões relacionadas à gestão urbana. Contudo, para um funcionamento eficiente de ferramentas deste tipo se faz necessário a integração dos mais diferentes tipos de dados gerados e disponibilizados nos espaços urbanos. Desta forma são feitas propostas metodológicas para posterior desenvolvimento do trabalho final onde será gerado um modelo de integração de dados para cidades, com uma aplicação deste modelo na cidade de Curitiba e possíveis implementações em outras cidades brasileiras, aprofundando as discussões sobre City Information Modeling e sobre novas formas de percepção de problemas urbanos para melhor modelagem de políticas públicas.

Palavras-chave


City Information Modeling; Cidades Inteligentes; Inovação Aberta.

Texto completo:

PDF

Referências


Anderle, D. F., & Freitas, V., Jr. (2013). A utilização da Tecnologia da Informação nas “Smart Cities” – um estudo bibliométrico. Proceeding of the 3st International Congress of Knowledge and Inovation (CiKi), 1–20. Recuperado de http://www.congresociki.org/wp-content/uploads/2013/08/ATAS-III-ciKi-2013.pdf

Audirac, I. (2005). Information Technology and Urban Form: Challenges to Smart Growth. International Regional Science Review, 28(2), 119-145.

Batty, M. (2008). Cities as Complex Systems: Scaling, Interactions, Networks, Dynamics and Urban Morphologies. In R. A. Meyers (Ed.). The Encyclopedia of Complexity & System Science. Berlim: Springer.

Beirão, J. (2012). CityMaker: Designing Grammars for Urban Design. Tese de doutorado, Delft University of Technology. Recuperado de https://doi.org/10.4233/uuid:16322ba7-6c37-4c31-836b-bc42037ea14c

Cocchia, A. (2014). Smart and Digital City: A Systematic Literature Review. In R. Dameri & C. RosenthalSabroux (Eds.). Smart City. Progress in IS. Cham: Springer.

Correa, F. R., & Santos, E. T. (2015). Na direção de uma modelagem da informação da cidade (CIM). Anais do Encontro brasileiro de tecnologia de informação e comunicação na construção. Recife: Blucher. Recuperado de http://www.proceedings.blucher.com.br/article-details/na-direo-de-uma-modelagem-dainformao-da-cidade-cim-20542

Davidovich, F. (2012). Diferenciação da espacialidade da metrópole no Brasil: referências para a gestão. Cadernos Metrópole, (9), 135-163.

Duarte, F. (2005). Cidades inteligentes: inovação tecnológica no meio urbano. São Paulo Perspec., 19(1), 122-131.

Kolbe, T. (2009). Representing and Exchanging 3D City Models with CityGML. In J. LEE & S. ZLATANOVA (Eds.). 3D Geo-Information Sciences. Lecture Notes in Geoinformation and Cartography. Berlim: Springer.

Lima, J. (2002). Urbanismo como ciência, técnica e arte: sua política e sua proteção legal. Arquitexto, 3(027.04). Recuperado de http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/arquitextos/03.027/760

Lima, M. (2016). Limites e possibilidades do City Information Modeling (CIM) em planejamento urbano. Anais do Encontro da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo. Porto Alegre: ENANPARQ. Recuperado de http://www.anparq.org.br/dvd-enanparq-4/sessao%2014/s14-05- lima,%20m.pdf

Organização das Nações Unidas. (2016). Mais de 90% da população brasileira viverá em cidades em 2030. Recuperado de https://news.un.org/pt/story/2016/10/1566241-mais-de-90-da-populacao- brasileira-viveraem-cidades-em-2030

Ultramari, C. (2009). Significados do urbanismo. Pós, 16(25), 166-184. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/posfau/article/download/43614/47236

Xu, X., Ding, L., Luo, H., & Ma, L. (2014). From Building Information Modelling to city Information Modelling. Journal of Information Technology in Construction, 19 (Special issue BIM Cloud-Based Technology in the AEC Sector: Present Status and Future Trends), 292–307. Recuperado de https://www.itcon.org/papers/2014_17.content.02130.pdf




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/atoz.v8i1.67261

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Serviços de indexação e agregadores

Web of Science
Directory of Open Access Journals
Sumários.org: sumários de revistas brasileiras
Google Acadêmico
LivRe! Portal para periódicos de livre acesso na Internet
InfoBCI
Latindex Catálogo
Bielefeld Academic Search Engine
INFOBILA: Información Bibliotecológica Latinoamericana
REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Brapci (Base de Dados Referencial de Artigos de Periódicos em Ciência da Informação Brapci (Base de Dados Referencial de Artigos de Periódicos em Ciência da Informação

Universidade Federal do Paraná
Mestrado e Doutorado Interdisciplinar em Gestão da Informação
ISSN: 2237-826X
Qualis (2013-2016):
B2 - Comunicação e Informação
B4 - Planejamento Urbano e Regional/Demografia; Saúde Coletiva; Interdisciplinar
B5 - Arquitetura, Urbanismo e Design; Engenharias III
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional
Esta obra foi licenciada sob uma Licença
Creative Commons Atribuição 4.0 Não Adaptada