Technogenic geodiversity: a proposal on the classification of artificial ground

Alex Ubiratan Goossens Peloggia, Antonio Manoel dos Santos Oliveira, Adriana Aparecida de Oliveira, Erika Cristina Nesta Silva, João Osvaldo Rodrigues Nunes

Resumo


This paper’s main purpose is to propose and discuss a specific geological classification (termed geotechnogenic) of artificial ground, that is, the new ground types formed as a direct or indirect result of human action, be it related to erosion or deposition processes or whilst in situ modification of the natural land. These technogenic grounds are classified into four main categories, namely the aggraded ground, the degraded ground, the modified and the mixed ground, each of them is subdivided into specific genetic types. The foundations of the proposal are derived from two main “schools” of thinking about the geological products of mankind’s activity, on one hand the British works on the artificial ground and, on the other hand, the former Soviet, after Russian and east European studies on technogenic deposits and soils. These contributions have been compared with and joined to the American and Brazilian contributions on the study of technogenic deposits, leading to a comprehensive and synthetic table that can be used for basic purposes of geological and geotechnical analysis and mapping of land areas transformed by human action, as well as to aid their geomorphologic interpretation and mapping.

.


Palavras-chave


technogenic ground (degraded, aggraded, modified, mixed); technogenic deposits; technogenic soils; geotechnogenic.

Texto completo:

PDF (English)

Referências


Ab’Saber A.N. 1985. A gestão do espaço natural: relembrando Caraguatatuba, 1967, para compreender Cubatão, 1985. AU – Arquitetura e Urbanismo, I(3): 90-93.

Barros L.H.S., Peloggia A.U.G. 1993. Cartografia geotécnica como fundamento para recuperação de áreas urbanas degradadas: o exemplo da favela do Jardim Eliane, Município de São Paulo. In: Congresso Brasileiro de Geologia de Engenharia, 7, Poços de Caldas (MG), Anais... ABGE, v.3, p. 83-92.

Branner J.C. 1906. Geologia Elementar: preparada com especial referência aos estudantes brasileiros. Laemmert, Rio de Janeiro, 306p.

Brannstrom C., Oliveira A.M.S. 1999. Human modification of stream valleys in the western plateau of São Paulo, Brazil. Implications for environmental narratives and management. Land Degradation & Development, 11: 424-437.

Campy M., Macaire J.-J. 1989. Géologie des formations superficielles (géodinamique – faciès – utilisation). Masson, Paris. 433p.

Capellari B., Castro S.S. 1996. Cartografia de risco à erosão em São Pedro, SP. In: Congresso Latino Americano de Ciência do Solo, Águas de Lindoia (SP), Boletim de Resumos Expandidos... Departamento de Geografia - USP.

Capellari B., Peloggia A.U.G. 2012. Degradação ambiental, sedimentação tecnogênica e reajustamento da drenagem na bacia hidrográfica do ribeirão das Sete Voltas (Taubaté, SP). In: Congresso Brasileiro de Geologia, 46, Santos (SP), Anais… SBG, CD-ROM.

Charzynski P., Bednarek R., Hulisz P., Zawadzka A. 2013. Soils within Torun urban area. In: Charzynski P., Hulisz P., Bednarek R. (eds.) Technogenic Soils of Poland. Polish Society of Soil Science, Torun, p.17-29.

Chemekov Y.F. 1983. Technogenic deposits. In: INQUA Congress, 11, Moscow, Abstracts… v.3, p. 62.

CPRM – Serviço Geológico do Brasil. 1996. Viabilizando o estudo e a cartografia das formações superficiais. A Terra em Debate 2(1): 65-66.

Cunha E. 1982 [1902]. Os Sertões: campanha de Canudos. Abril Cultural, São Paulo, 442p.

Curcio G.R., Lima V.C., Giarola N.F.P. 2004. Antropossolos: proposta de ordem (1ª aproximação). Embrapa Florestas, Colombo, 49 p.

DGM – Divisão de Geologia e Mineralogia – MME/DNPM. 1965. Mapa Geológico do Estado da Guanabara. SF-23-Q-IV-/SF-23-W-II-2. 1: 50.000 scale.

Fanning D.S., Fanning M.C.B. 1989. Soil: morphology, genesis and classification. J. Wiley, New York, 395p.

Fornasari Filho N., Braga T.O., Galves M.L., Bitar O.Y., Amarante A. 1992. Alterações no meio físico decorrentes de obras de engenharia. Instituto de Pesquisas Tecnológicas, São Paulo, 165p.

Gusmão Filho J.A. 1993. Risco geológico no Recife. In: Congresso Brasileiro de Geologia de Engenharia, 7, Poços de Caldas, Anais... ABGE, v.3, p.41-62.

Happ S.C., Rittenhouse G., Dobson G.C. 2008 [1940]. Some principles of accelerated stream and valley sedimentation. US Dep. Agr.Tech.Bull. 695. In: Classics in Physical Geography Revisited. Progress in Physical Geography 32(3): 337-345.

Kipnis R., Scheel-Ybert R. 2005. Arqueologia e paleoambientes. In: Souza C.R.G., Suguio K., Oliveira A.M.S., Oliveira P.E. (eds.), Quaternário do Brasil. Holos, Ribeirão Preto, p.343-362.

Knox J.C. 1977. Human impacts on Wisconsin stream channels. Annals of the Association of American Geographers 56: 212-231.

Korb C.C. 2006. A identificação de depósitos tecnogênicos na barragem Santa Bárbara, Pelotas, RS. Dissertação de Mestrado, Programa de Pós-Graduação em Geografia, Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. 164 p.

Kutner A.S., Bjornberg A.J.S. 1997. Contribuição para o conhecimento geológico-geotécnico da bacia de São Paulo: litotipos, notação estratigráfica e feições estruturais relevantes. Engenharia 54(522): 65-73.

Lyell,C. 1863. The geological evidence of the antiquity of Man with remarks on theories of the origin of species by variation.. John Murray, London, 526p.

Lyell C. 1867. Principles of Geology. 10th ed. John Murray, London, v.1,463p.

Marques D.S., Oliveira A.M.S., Andrade M.R.M., Queiroz W., Oliveira A.A. 2013. Mapeamento de Terrenos Tecnogênicos no Município de Guarulhos, SP. Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Quaternário, 14, Natal (RN), Anais (Resumos)... ABEQUA. CD-ROM.

McMillan A.A., Powell J.H. 1999. BGS Rock Classification Scheme. V.4 – Classification of artificial (man-made) ground and natural superficial deposits. British Geological Survey Research Report Number RR 99-04, Nottingham: BGS, 65p.

Mello C.L., Moura J.R.S., Carmo I.O., Silva T.M., Peixoto M.N.O. 1995. Eventos de sedimentação durante o Holoceno no Médio Vale do Rio Paraíba do Sul (SP/RJ) – Aloestratigrafia e Datações por Radiocarbono. In: Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Quaternário 5, Niterói (RJ), Anais... ABEQUA /EDUFF, p.193-200 Available in www.abequa.org.br/trabalhos/anais_1995.pdf. Accessed on the 10th of December, 2013.

Mirandola F.A. 2006. Depósitos e feições tecnogênicas associados à análise de risco geológico de escorregamento: o caso da Favela Real Parque, São Paulo. Exame de Qualificação de Mestrado. Instituto de Pesquisas Tecnológicas, São Paulo.

Mozharova N.V., Gol’Tsova T.V. 2008. Some features of technogenic soil layers and horizons in the zones of underground gas storages. Moscow University Soil Science Bulletin 63(3): 97-103.

Nolasco M.C. 2002. Registros geológicos gerados pelo garimpo. Lavras Diamantinas - BA. Tese de Doutorado, Pós-Graduação em Geociências, Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre. 316p.

Oliveira A.A., Andrade M.R.M., Oliveira A.M.S., Queiroz W., Marques D.S. 2013. Depósitos Tecnogênicos em loteamentos urbanos de Guarulhos, SP. Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Quaternário, 14, Natal (RN) Anais (Resumos)... ABEQUA, CD-ROM.

Oliveira A.M.S. 1990. Depósitos tecnogênicos associados à erosão atual. In: Congresso Brasileiro de Geologia de Engenharia, Salvador... Anais, ABGE: ABMS, v.1, p.411-415.

Oliveira A.M.S. 1994 Depósitos tecnogênicos e assoreamento de reservatórios: exemplo do reservatório de Capivara, Rio Paranapanema SP/PR. Tese de Doutorado, Programa de Pós-graduação em Geografia Física, Departamento de Geografia. Universidade de São Paulo, 211p. v1 e v2.

Oliveira A.M.S. 1995. A Abordagem Geotecnogênica: a Geologia de Engenharia no Quinário. In: Curso de Geologia Aplicada ao Meio Ambiente. São Paulo, Instituto de Pesquisas Tecnológicas/ Associação Brasileira de Geologia de Engenharia, p.231-241.

Oliveira A.M.S., Brannstrom C., Nolasco M.C., Peloggia A.U.G., Peixoto M.N.O., Coltrinari L. 2005. Tecnógeno: registros da ação geológica do homem. In: Souza C.R.G., Suguio K., Oliveira A.M.S., Oliveira P.E. (eds.), Quaternário do Brasil. Holos, Ribeirão Preto. p.363-378.

Passerini P. 1984. The ascent of the Anthropostrome: a point of view on the Man-Made Environment. Environmental Geology and Water Sciences 6(4): 211-221.

Peloggia A.U.G. 1994. As coberturas remobilizadas: depósitos tecnogênicos de encostas urbanas no município de São Paulo. Solos e Rochas 17(2): 125-120.

Peloggia A.U.G. 1997a. A ação do homem enquanto ponto fundamental da geologia do Tecnógeno: proposição teórica básica e discussão acerca do caso do Município de São Paulo. Revista Brasileira de Geociências 27(3): 257-268.

Peloggia A.U.G. 1997b. A classificação dos depósitos tecnogênicos urbanos. In: Simpósio de Geologia do Sudeste, 5, Penedo (Itatiaia, RJ), Atas... SBG, p.181-183.

Peloggia A.U.G. 1998. O Homem e o Ambiente Geológico: geologia, sociedade e ocupação urbana no Município de São Paulo. Xamã, São Paulo, 271p.

Peloggia A.U.G. 1999. Sobre a classificação, enquadramento estratigráfico e cartografação dos solos e depósitos tecnogênicos. In: Peloggia A. U. G. (org.) Estudos de Geotécnica e Geologia Urbana (I). Prefeitura do Município de São Paulo/ GT-GEOTEC, São Paulo, p. 35-50.

Peloggia A.U.G. 2003. O problema estratigráfico dos depósitos tecnogênicos. In: Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Quaternário, 9, Recife (PE), Anais... Avaliable in http://www.abequa.org.br. Accessed on the 24th of September, 2012.

Peloggia A.U.G. 2005. A ação geológica do homem nos clássicos da geologia, com especial atenção aos Principles of Geology de Lyell. In: Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Quaternário, 10, Guarapari (ES), Anais... 2005. Available in http://www.abequa.org.br. Accessed on the 22nd of September, 2012.

Peloggia A.U.G., Silva E.C.N., Nunes J.O.R. 2014. Technogenic landforms: conceptual framework and application to geomorphologic mapping of artificial ground and landscapes as transformed by human geological action. Quaternary and Environmental Geosciences (submitted).

Prandini F.L. 1990. Karst and urbanization: investigation and monitoring in Cajamar, São Paulo State, Brazil. In: Simpson, E.S.; Sharp, J.M. Jr. eds. Selected papers on Hydrogeology. International Association of Hydrogeologists, Washington, v.1, p.53-66.

Price S.J., Ford J., Kessler H., Cooper A., Humpage A. 2004. Artificial ground: mapping our impact on the surface of the Earth. Earthwise 20: 30-32.

Price S.J., Ford J.R., Cooper A.H., Neal C. 2011. Human as major geological and geomorphological agents in the Anthropocene: the significance of artificial ground in Great Britain. Phil. Trans. R. Soc. A 369: 1056-1086.

Rego L.F.M. 1933. As formações cenozóicas de São Paulo. Anuário da Escola Politécnica de São Paulo, Ano II, 2ª série, p.231-267.

Ribeiro M.C.L., Moura J.R.S., Mello C.L., Salgado C.M.S. 1996. Caracterização pedológica de depósitos coluviais tecnogênicos no Médio Vale do Rio Paraíba do Sul – Região de Bananal (SP/RJ). In: Congresso Brasileiro de Geologia, 39. Salvador (BA). Anais... SBG. 2:493-495.

Rosenbaum M.S., Mcmillan A.A., Powell J.H., Cooper A.H., Culshaw M.G., Northmore K.J. 2003. Classification of artificial (man-made) ground. Engineering Geology 69(3-4):399-409.

Roehl J.W., Holeman J.N. 1975. Accelerated valley deposits. In: Vanoni V. A. (ed.) Sedimentation Engineering, New York (NY), Am. Soc. Civ. Eng., ch. 3, p. 382-389 (Manuals and Reports on Engeneering Practice n.54).

Rohde G.M. 1996. Epistemologia ambiental: uma abordagem filosófico-científica sobre a efetuação humana alopoiética. Edipucrs, Porto Alegre, 231p.

Rubin J.C.R., Oliveira A.M.S., Saad A.R., Brito G.S. 2008. Amostragem dos depósitos tecnogênicos associados ao Rio Meia Ponte na área urbana de Goiânia (GO). Revista Brasileira de Geomorfologia 9(2): 3-14.

Sherlock R.L. 1922. Man as a geological agent: an account of his action on inanimate nature. H.F. & G. Witherby, London, 372p.

Silva E.C.N. 2012. Formação de depósitos tecnogênicos e relações com o uso e ocupação do solo no perímetro urbano de Presidente Prudente – SP. Dissertação de Mestrado, Programa de Pós-Graduação em Geografia, Faculdade de Ciência e Tecnologia, Universidade Estadual Paulista, Presidente Prudente, 183p. Available in http://www.athena.biblioteca.unesp.br/F/?func=find-b-0&local_base=BPP. Accessed on the 14th of November, 2013.

Silva M. 2013. Impactos ambientais decorrentes da instalação de depósitos tecnogênicos na Ilha de Santa Catarina, SC, Brasil. Dissertação de Mestrado, Pós-Graduação em Geografia, Departamento de Geografia, Universidade Federal de Santa Catarina, 89p.

Ter-Stepanian G. 1988. Beginning of the Technogene. Bulletin of the International Association of Engineering Geology, 38:133-142.

Vanoni V. (ed.). 1975. Sedimentation Engineering, Am. Soc. Civ. Eng., New York, 743 p




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/abequa.v5i1.34823

Quaternary Environmental Geosciences