Open Journal Systems

Turismo de Base Comunitária e a Economia Social e Solidária: Organização da Gestão do Turismo em Comunidades Caiçaras

Gabriel Furlan Coletti, Nicoli Carolini de Lazari Hatano, Mariana Cristina Garatini, João Henrique Rodrigues Toniolo, Leandro Pereira Morais

Resumo


A intensificação da atividade turística ao longo dos anos trouxe uma série de efeitos sobre as comunidades de destino. Sua ampliação teve como resultados modelos de exploração da atividade pouco sustentáveis, como o turismo de massa. O turismo de base comunitária (TBC) desponta como uma alternativa efetivamente viável de garantir condições justas de trabalho, que promovam a valorização da cultura local e tenham impactos positivos sobre as comunidades receptoras e turistas. Cenário semelhante é proposto pela Economia Social e Solidária (ESS), que tem como um de seus propósitos a busca por relações socioeconômicas que não repliquem o modelo de dominação dos meios de produção. Assim, o objetivo desse trabalho foi analisar os aspectos organizacionais da gestão da atividade turística praticados por duas redes de turismo de base comunitária. O trabalho é de natureza exploratória e utilizou-se de questionário semiestruturado aplicado em entrevista on-line com fontes primárias para o levantamento das informações. Como resultados, constatou-se que o TBC constitui um meio de emprego da força de trabalho de modo justo, com sua valorização econômica e social entre seus membros. A atividade também tem poder de gerar sinergias, com efeitos complementares positivos por meio de parcerias com outras instituições. Por fim, o turismo organizado desse modo apresenta inestimável valor cultural apoiado nos aspectos históricos das comunidades nas quais é praticado.

Palavras-chave


Turismo de base comunitária; Economia social e solidária; Caiçara; Organização.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ts.v15i3.85784