HEGEL E A GUERRA

Roberto Romano

Resumo


Entre os lugares comuns que procuram “explicar” a filosofia de Hegel, está o pretenso belicismo do pensador. Nem advogado frio da guerra, nem liberal dissimulado, mas analista sem ilusões: tal é afigura hegeliana, após o confronto de seus textos com várias interpretações exemplares.


Texto completo:

PDF


Revista de Sociologia e Política. ISSN: 0104-4478 (versão impressa)
1678-9873 (versão online)