OS METALÚRGICOS DO ABC E A CÂMARA SETORIAL DA INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA

Andréia Galvão

Resumo


O debate acerca da câmara setorial da indústria automobilística torna-se novamente oportuno num momento em que governo, patrões e trabalhadores encontram-se em busca de soluções para a questão do desemprego no Brasil Este artigo procura contribuir para essa discussão, analisando o papel que o referido instrumento desempenhou no período 1992-1995, objetivando, sobretudo, refletir sobre suas conseqüências para um dos mais fortes e organizados segmentos do sindicalismo cutista: os metalúrgicos do ABC.


Texto completo:

PDF


Revista de Sociologia e Política. ISSN: 0104-4478 (versão impressa)
1678-9873 (versão online)