CONSTRUINDO UM ESPACO:A PARTICIPAÇÃO DAS MULHERES NO MOVIMENTO SINDICAL (1978-1988)

Angela M. Carneiro Araújo, Veronica Clemente Ferreira

Resumo


Neste artigo, analisamos as conex.es estabelecidas a partir do final da década de setenta entre as lutas feministas e as práticas do “novo sindicalismo A reelaboração do ideário feminista pelas militantes sindicais impulsionou o crescimento do debate sobre a condição feminina no interior do movimento sindical ao longo dos anos oitenta, o que resultou, por sua vez, no crescimento (ainda que em menor grau) das políticas desenvolvidas pelos sindicatos visando encaminhar demandas das mulheres trabalhadoras, incorporá-las à luta sindical e ampliar sua participação nas instâncias decisórias. Em nossa pesquisa, examinamos documentos produzidos por três sindicatos filiados à. Central Única dos Trabalhadores e pudemos, através de entrevistas, analisar as histórias de vida de duas sindicalistas. O estudo da documentação oral e escrita nos permite argumentar que este processo contribuiu para a ampliação das concepções de classe e de democracia, no apenas no interior destes sindicatos, mas também dentro da própria CUT


Texto completo:

PDF


Revista de Sociologia e Política. ISSN: 0104-4478 (versão impressa)
1678-9873 (versão online)