COMO SE FAZ UM JUIZ CLASSISTA? ANALISE DOS PROCESSOS DE ESCOLHA E NOMEACAO DOS JUIZES CLASSISTAS NA JUSTICA DO TRABALHO

Tulio Velho Barreto

Resumo


Este artigo descreve e analisa os processos de escolha e nomeação dos juízes/representantes classistas na Justiça do Trabalho. O objetivo principal é identificar os métodos e mecanismos utilizados pelos que escolhem e nomeiam os candidatos àqueles cargos, mostrando como estes têm sido eficazes instrumentos a serviço da influência política e da prática do nepotismo no Judiciário Trabalhista — importante instituto da estrutura sindical brasileira, de caráter corporativo e estatal Assim, observa-se, sobretudo, um desvio da função tida como “clássica ” da representação classista.


Texto completo:

PDF


Revista de Sociologia e Política. ISSN: 0104-4478 (versão impressa)
1678-9873 (versão online)