FLÁVIO SUPLICY DE LACERDA: GENEALOGIA DE UM INTEGRANTE DA ELITE PARANAENSE

Névio de Campos

Resumo


Este artigo objetiva discutir alguns aspectos da trajetória de Flávio Suplicy de Lacerda, enfatizando sua genealogia
familiar (capital social) e o capital cultural herdado e adquirido como trunfos utilizados para ocupar a reitoria da
Universidade do Paraná, e as funções de Secretário do Estado paranaense, e de Ministro da Educação no governo
militar de Castelo Branco. A hipótese afirma que o espírito de família e a herança cultural, se constituíram em
estratégias utilizadas por Flávio de Lacerda para assumir funções de destaque no cenário cultural e político do
Paraná e do Brasil, e foi discutida à luz dos conceitos de trajetória, estratégia, espírito de família e capital cultural
herdado e adquirido, a partir de dados biográficos e autobiográficos. Esses dados foram tomados como produção
de uma memória ou/e uma representação que buscava sacralizar essa personagem. As descrições biográficas, por
sua vez, foram cruzadas com os contextos social e cultural, permitindo pôr em jogo o aparato teórico e o objeto
empírico. Esta análise permite afirmar que as estruturas estruturadas se converteram em estruturas estruturantes na
trajetória de Flávio de Lacerda, isto é, esse intelectual, ao interiorizar as estruturas estruturadas, incorporou o
senso prático como sentido de jogo, como estratégia para ingressar no campo intelectual, assim como para ampliar
seus espaços de ação nesse próprio campo. Em síntese, ao tomar os dados como tentativa de sacralização da
trajetória de Flávio de Lacerda e convertê-los em produtos do processo dos contextos social e cultural, este artigo
contribui ao entendimento da complexa relação entre o indivíduo e a sociedade, isto é, evidencia que os trunfos
sociais e culturais funcionam como poderosas estratégias para assumir papeis de liderança nos campos político e
cultural.


Palavras-chave


trajetória; estratégia; espírito de família; capital cultural herdado; elite paranaense

Texto completo:

PDF


Revista de Sociologia e Política. ISSN: 0104-4478 (versão impressa)
1678-9873 (versão online)