BRASIL: CLASSES SOCIAIS, NEODESENVOLVIMENTISMO E POLÍTICA EXTERNA NOS GOVERNOS LULA E DILMA

Armando Boito Jr., Tatiana Berringer

Resumo


O presente artigo trata da relação entre as classes sociais e a política econômica, a política social e a política
externa nos governos Lula e Dilma. Durante esses governos houve uma mudança no interior do bloco no poder: a
grande burguesia interna brasileira ascendeu politicamente e passou a apoiar-se em uma ampla frente política que
abarca, inclusive, classes populares. Denominamos “neodesenvolvimentismo” o programa político dessa frente – a
política de desenvolvimento possível nos marcos do capitalismo neoliberal. Os governos Lula e Dilma não romperam
com esse modelo de capitalismo, mas introduziram, em decorrência das classes sociais que representam e nas quais
se apoiam, mudanças importantes na economia, na política e na atuação internacional do Estado brasileiro.


Palavras-chave


classes sociais; neodesenvolvimentismo; política externa; Lula; Dilma

Texto completo:

PDF


Revista de Sociologia e Política. ISSN: 0104-4478 (versão impressa)
1678-9873 (versão online)