A SELEÇÃO DE CANDIDATURAS NO DEM, PMDB, PSDB E PT NAS ELEIÇÕES LEGISLATIVAS FEDERAIS BRASILEIRAS DE 2010: PERCEPÇÕES DOS CANDIDATOS SOBRE A FORMAÇÃO DAS LISTAS

Bruno Bolognesi

Resumo


Este trabalho tem por objetivo realizar uma análise do processo de escolha de candidaturas nos quatro maiores
partidos brasileiros (DEM, PMDB, PSDB e PT), levando em conta a percepção dos candidatos sobre tal processo –
uma perspectiva ainda pouco abordada no Brasil. A partir desta análise, estabeleceram-se critérios empíricos para
a mensuração da democracia interna nos partidos políticos. Para tanto, aplicamos um survey a 120 candidatos à
deputado federal nas eleições de 2010. O marco de análise utilizado foi o proposto por Freidenberg (2003) para a
definição e mensuração de democracia interna e Hazan e Rahat (2010) para o processo de seleção de candidatos. A
hipótese é que seleções mais inclusivas e realizadas por meio de votação produzem partidos mais democráticos. Os
resultados apontam que partidos com participação de instâncias organizativas médias (como delegados) e que
mobilizam o voto para a tomada de decisão nem sempre apresentam melhores índices de representatividade.


Palavras-chave


seleção de candidatos; democracia interna; partidos políticos; recrutamento político, eleições

Texto completo:

PDF


Revista de Sociologia e Política. ISSN: 0104-4478 (versão impressa)
1678-9873 (versão online)