DEMOCRACIA E ORGANIZAÇÃO NOS PARTIDOS POLÍTICOS: REVISITANDO OS MICROFUNDAMENTOS DE MICHELS

Maria do Socorro Sousa Braga

Resumo


O objetivo deste artigo é resgatar os pressupostos da tese de Robert Michels a respeito da dinâmica
organizacional dos partidos políticos marcada por duas tendências supostamente antagônicas: a propensão
à concentração de poderes nas mãos de uma oligarquia, de um lado, e, de outro, a aspiração por
participação por parte dos demais membros do partido. Um segundo objetivo é verificar como estudiosos do
fenômeno partidário vinculados à perspectiva organizacional contemporânea avaliaram a validade dos
conceitos de Michels e os prognósticos deste autor sobre a democracia em seus estudos.


Palavras-chave


Robert Michels; partidos políticos; organização partidária; oligarquia; participação

Texto completo:

PDF


Revista de Sociologia e Política. ISSN: 0104-4478 (versão impressa)
1678-9873 (versão online)