Open Journal Systems

“TERRORISMOS”: UMA EXPLORAÇÃO CONCEITUAL

Eunice Castro Seixas

Resumo


Partindo da constatação de que o recente interesse renovado dos cientistas sociais pelo fenômeno doterrorismo não se tem traduzido em um seu entendimento interdisciplinar maior, sugere-se que isso decorredo baixo nível de questionamento dos investigadores sobre o carácter político e ideológico dos seus estudos.Assumir que o terrorismo é uma construção social e política leva-nos a questionarmo-nos acerca dasdiferentes concepções de emancipação e regulação social que orientam a investigação desse fenômeno.Este artigo visa a explorar essa questão, problematizando a conceituação do terrorismo a partir da análisede quatro núcleos temáticos: as concepções políticas clássicas do terrorismo e o ponto de vista dos líderesrevolucionários marxistas sobre esse fenômeno; as diversas concepções dos cientistas sociais e políticossobre o novo terrorismo transnacional; a relação entre a democracia e o Direito na luta contra o terrorismoe a concepção do terrorismo como construção social. A análise conceitual realizada permitiu chegar a trêsquestões que se sugere essenciais para uma Ciência Social crítica que vise a criar e a estimular alternativasde emancipação social. A primeira dessas questões diz respeito à impossibilidade de neutralidade científicae definição consensual do terrorismo; a segunda prende-se à análise do terrorismo a partir das vozes dassuas vítimas; a terceira questão concerne à relação entre terrorismo, Direito e democracia.

Palavras-chave


terrorismo; violência; regulação social; multiculturalismo; emancipação social; análise conceitual;

Texto completo:

PDF