COMPOSIÇÃO FLORÍSTICA DA ARBORIZAÇÃO URBANA DE ANALÂNDIA/SP, BRASIL

Gustavo Torres Galvão da Silva, Nicolli Bruna Cabello, Paulo Henrique Gaem Barbosa, Larissa de Lima Belinazi, José Mauro Santana da Silva, Fiorella Fernanda Mazine Capelo

Resumo


O bem-estar e o conforto da população em uma cidade são positivamente afetados com a presença de arborização nas vias públicas. Assim, visto que, os estudos sobre arborização urbana são recentes no Brasil e, o município de Analândia apresenta potencial de conservação ambiental, o objetivo desse trabalho foi quantificar a arborização urbana de Analândia (SP) contribuindo para um plano de arborização e melhoria da cidade. Logo, foi realizado um levantamento censitário da arborização urbana em todas as ruas e avenidas do município de Analândia, com o objetivo de conhecer a composição florística, identificar a origem das espécies e detectar possíveis espécies ameaçadas de extinção. Este estudo foi realizado no período de setembro de 2017 a novembro de 2017. Foram amostradas 1.541 árvores distribuídas em 57 espécies pertencentes a 22 famílias. Do total de espécies, quatro estão referidas na Lista Vermelha da IUCN como tendo algum grau de ameaça. A maioria dos indivíduos (52,76%) e das espécies (42,86%) são nativas do Brasil. O índice de Shannon Wiener (H') foi de 3,19, valor alto se comparado a outros municípios do Brasil. Uma grande variedade de espécies foi observada, havendo dominância de poucas espécies na arborização urbana de Analândia.


Palavras-chave


Silvicultura urbana; Diversidade; Gestão urbana.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v15i1.68083

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.