MAPEAMENTO DA COBERTURA VEGETAL DO BAIRRO DA MARAMBAIA – BELÉM/PA

Cézar Augusto Reis da Fonseca Borges, George Costa Marim, José Edílson Cardoso Rodrigues

Resumo


A ocupação do espaço urbano de forma desordenada e sem planejamento tem promovido a perda da qualidade de vida da população, visto que, a conservação da cobertura vegetal, tem sido ineficaz, afetando diretamente o microclima e outros sistemas urbanos. A importância das áreas verdes nas cidades é percebida a partir das diversas funções por elas realizadas, como melhoria do conforto térmico, qualidade do ar, abrigo para fauna, manutenção ecológica, embelezamento das cidades e influência no balanço hídrico. Nesta perspectiva realizouse um estudo no bairro da Marambaia, pertencente à área de transição do município de Belém. A pesquisa se deu a partir de levantamento da literatura, trabalho de campo, mapeamento cartográfico, utilizando como base uma imagem de satélite do sensor IKONOS de 2006. O índice de cobertura vegetal no bairro foi de 11,56% representado principalmente por áreas institucionais (militares), praças e alguns corredores arbóreos e, pelo Parque Ecológico do Município de Belém (PEMB). Já o índice de cobertura vegetal por habitante, foi de aproximadamente de 9,32 m² de vegetação por habitante do bairro abaixo do recomendável pela ONU.

Palavras-chave


Vegetação; Qualidade ambiental; Geoprocessamento; Urbano

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v7i4.66540

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.