DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL E TOPONÍMIA DAS PRAÇAS DE CURITIBA-PR

Daniela Biondi, Everaldo Marques de Lima Neto

Resumo


Nas cidades, a praça é uma das tipologias de áreas verdes mais acessíveis a população urbana porque pode desempenhar as funções ecológicas, estéticas e sociais em qualquer escala. Embora Curitiba seja conhecida nacionalmente pelo número e qualidade de suas áreas verdes, existe muito pouca informação sobre a participação quantitativa e espacial das praças na malha urbana. Isto provavelmente auxiliaria para o planejamento de áreas verdes. O objetivo deste trabalho foi caracterizar as praças de Curitiba através de sua distribuição espacial e toponímia. Foram coletadas informações sobre as regionais administrativas, bairros, áreas das praças e bairros, nomes das praças. Com estas informações foram calculados os seguintes índices: IAPH (índice de áreas de praças nas regionais por habitante), IAPR (índice de área de praça por regional), NPR (número de praças por regional), IAPH (índice de área de praça por habitante) e IAPB (índice de área de praça por bairro). Os maiores valores destes índices nas regionais variaram em função da taxa de urbanização. O maior IAPH foi para a regional CIC e os maiores IAPR e NPR para regional Matriz. Seis bairros apresentaram os índices IAPH e IAPB iguais a zero. A grande maioria das praças apresentou topônimos denominados de antropotoponímicos.

Palavras-chave


áreas verdes; planejamento; índices de praças

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v7i3.66531

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.