ESPAÇO LIVRE DE CONSTRUÇÃO – UM PASSEIO PELOS PARQUES URBANOS

Fabiane dos Santos Toledo, Douglas Gomes dos Santos

Resumo


Este trabalho, parte integrante de uma pesquisa em andamento, buscou identificar o surgimento dos parques urbanos no Brasil e no mundo, bem como seus contextos históricos, sociais, políticos e ambientais, fazendo um “passeio” (alusão aos subtítulos) pelos conceitos, pelas definições e pelas funções nas diferentes épocas e estilos. Intercalando os espaços livres públicos no que se refere aos parques urbanos, partiu-se dos conceitos mais originais, fundamentando as reflexões acerca da evolução da urbanização atrelada aos mais variados cenários e influências que admitiram que os parques urbanos foram e são, espaços formadores de significados sociais e estruturais importantes no ambiente urbano, provando que os mesmos podem ser um dos ícones do urbanismo moderno, o qual tende a visualizar um futuro estrutural das cidades intrínseco a catástrofes e a uma sociedade que demanda cada vez mais qualidade ambiental e de vida

Palavras-chave


Planejamento ambiental, urbanismo, qualidade de vida

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v7i2.66519

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.