CORRELAÇÃO ENTRE ÍNDICES DAS ÁRVORES E CLASSES SOCIAIS NA CIDADE DE SERRA TALHADA – PE

Wellington Jorge Cavalcanti Lundgren, Luzia Ferreira da Silva

Resumo


A cidade de Serra Talhada – PE apresenta problemas visíveis quando se trata de arborização, pois possui poucas árvores, predomínio de Ficus ssp e podas inadequadas. Alguns bairros são mais arborizados do que outros. Nesse trabalho verifica-se a diferença percebida está associada às classes sociais. O censo das árvores das calçadas da cidade foi realizado, pela UFRPE/Prefeitura Municipal de Serra Talhada. Foram medidas as alturas, as áreas das copas e as árvores foram georreferenciadas e identificadas. A cidade foi dividida em quatro classes sociais, (A, B, C e D). Foram comparados quatro índices das árvores: altura, área de cobertura, adensamento de árvores nas calçadas (AD) e o índice de diversidade de Shannon (H) para cada classe social. A classe social A apresentou para todos os índices os maiores valores, a classe D apresentou os menores valores para todos os índices, as classes B, C e D não apresentaram diferença significativa para a área de cobertura. Existe influência das classes sociais nos índices das árvores pesquisados, ou seja, os bairros onde residem as pessoas de classes sociais mais elevadas têm melhores índices das árvores do que os bairros das classes mais baixas.

Palavras-chave


cobertura vegetal; poder aquisitivo; temperatura do ar; semiárido e arborização.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v8i4.66507

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.