PRIORIDADES DE MANEJO PARA A ARBORIZAÇÃO VIÁRIA DA ESTÂNCIA DE ÁGUAS DE SÃO PEDRO-SP, POR SETORES

Silvana Bortoleto, Demóstenes Ferreira Silva Filho, Ana Maria Liner Pereira Lima

Resumo


A arborização urbana exige um planejamento criterioso e um manejo adequado para proporcionar os benefícios. Entretanto, muitas cidades brasileiras não possuem tal planejamento, na medida em que muitos projetos baseiam-se em métodos puramente empíricos. O presente trabalho é referente à obtenção de dados para subsidiar as prioridades de manejo para a arborização viária da Estância de Águas de São Pedro, através da análise do levantamento quali-quantitativo, que foi baseado em um banco de dados relacional. Para isso, foi realizado um censo dos indivíduos das vias públicas e, para melhor estruturar as análises e priorizar o manejo, a Estância foi divida em 6 setores. Podendo-se observar a necessidade de várias práticas de manejo em todos os setores da Estância de Águas de São Pedro; concluindo que algumas ações urgentes são requeridas, como por exemplo: a)adequação das mudas a serem plantadas; b) prioridades de manejo e intervenções focadas nos setores 1 e 3; c) podas criteriosas de condução ou troca de fiação no setor 5; d) ampliação de canteiros, priorizando setor 1; e) recomendação de canteiros de 1 a 2 m2 por árvore ou o estabelecimento de faixas permeáveis (verdes) na extensão da calçada, por todo o município.

Palavras-chave


Arborização viária, Manejo, Malha viária

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v1i1.66499

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.