COMPARAÇÃO DE TRÊS MÉTODOS DE OBTENÇÃO DE DADOS PARA AVALIAÇÃO QUALI-QUANTITATIVA DA ARBORIZAÇÃO VIÁRIA, EM BELO HORIZONTE-MG

Aderbal Gomes Silva, Wantuelfer Gonçalves, Hélio Garcia Leite, Edinilson Santos

Resumo


Este estudo teve como objetivo comparar três métodos de obtenção de dados para se avaliar a qualidade da arborização de ruas. As três formas de obtenção de dados foram denominadas de Método I, Método II e Método III. O estudo foi desenvolvido na cidade de Belo Horizonte-MG, abrangendo os bairros Horto e Sagrada Família. Foram avaliados a precisão dos métodos, o tempo gasto e os recursos necessários para a sua execução. A execução do Método I foi 2,4 vezes mais rápida que a do Método III e 1,6 vezes mais rápida que a execução do Método II. Já o tempo gasto para a realização do Método II, foi 1,5 vezes menor do que aquele gasto para a realização do Método III. Os custos de realização do Método III foram 5,4 vezes mais elevados que os custos de realização do Método I e 2,6 vezes maiores que aqueles do Método II. Já para a realização do Método II, gastou-se o dobro de recursos em relação ao Método I.

Palavras-chave


arborização urbana, métodos de inventário e precisão do inventário.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v1i1.66496

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.