ÍNDICES DE DENSIDADE E SOMBREAMENTO ARBÓREO EM ÁREAS VERDES PÚBLICAS DE ARACAJU, SERGIPE

Everaldo Marques de Lima Neto, Rosemeri Melo e Souza

Resumo


O presente trabalho tem o objetivo de realizar um diagnóstico ambiental do complexo arbóreo urbano, usando índices espaciais para avaliar quantitativamente a arborização nas das áreas verdes públicas de Aracaju-SE. A metodologia consiste na identificação das espécies arbóreas presentes através de chaves taxionômicas e aplicação dos índices espaciais: de Sombreamento Arbóreo (ISA) e de Densidade Arbórea (IDA). No levantamento realizado identificou-se que as 5 (cinco) espécies que apresentaram maior freqüência foram Pithecellobium glaziovii (Mata-fome), Terminalia cattapa (Amendoeira), Licania tomentosa(Oiti), Clitoria fairchildiana (Sombreiro), Ficus spp. (Ficus), distribuídas em respectivas percentagens, 24,59%, 20,31%, 10,32%, 10,10% e 9,44%. Os IDA’s obtidos foram de 0,60 indivíduos arbóreos para cada 100m2 na Zona Norte, e 0,61 no Centro e 0,68 na Zona Sul. Os ISA’s da Zona Sul (68%) e do Centro (62%) indicam um maior potencial na capacidade de sombreamento arbóreo em relação a Zona Norte (39%). Os resultados obtidos vêm demonstrar que o patrimônio arbóreo apresenta má distribuição do quantitativo de espécies denotando que as áreas verdes públicas não possuem políticas específicas de preservação, conservação e manutenção. De modo essencial faz-se necessário uma ação dos órgãos responsáveis pela arborização dos espaços públicos analisados na cidade.

Palavras-chave


arborização urbana, índices espaciais, áreas verdes, Aracaju(SE)

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v4i4.66448

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.