DIAGNÓSTICO QUALITATIVO E QUANTITATIVO DA ARBORIZAÇÃO URBANA NOS BAIRROS PROMISSÃO E PEDRO CARDOSO, QUIRINÓPOLIS, GOIÁS

Ludmilla Machado Batistel, Maria Aparecida Borges Dias, Angelita Siqueira Martins, Isa Lucia de Morais Resende

Resumo


Objetivou-se diagnosticar a arborização urbana qualitativa e quantitativamente dos bairros Promissão e Pedro Cardoso, na cidade de Quirinópolis-GO. Foi realizada uma amostragem, sorteando aleatoriamente cinco ruas, nas quais foram feitas um censo. Os dados foram coletados em um formulário padronizado, que continham informações sobre data de coleta, nomes da rua, nome do bairro, nome vulgar das espécies, fase de desenvolvimento, fitossanidade, problemas com a raiz, necessidade de poda, afastamento predial, altura total, altura da primeira bifurcação, diâmetro e situação das copas. Nas cinco ruas inventariadas foram encontradas 252 plantas, pertencentes a 19 espécies, sendo uma delas (Licania tomentosa) responsável por quase 86,9% dos indivíduos levantados. Das ruas estudadas, 21 de Abril (Pedro Cardoso) e Adolfo José Abadia (Promissão) apresentaram o maior percentual de indivíduos, 36,1% e 21% respectivamente, e a João Lopes de Miranda (Promissão) demonstrou o menor percentual (3,9%). A arborização dos bairros amostrados foi considerada sadia com 82,5% das plantas em boas condições fitossanitárias. Inerente à altura, 81% dos indivíduos apresentaram valores inferiores a cinco metros e 51% diâmetro entre 15 cm e 25 cm, o que caracteriza uma arborização jovem. Estavam do lado da rua em que não existiam fiações cerca de 35% (n=37) das plantas no Bairro Promissão e 58,90% (n=86) no Pedro Cardoso.

Palavras-chave


Inventário, meio ambiente urbano, Licania tomentosa

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v4i3.66426

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.