CARACTERIZAÇÃO MICROCLIMÁTICA DO PARQUE MUNICIPAL TINGUI, CURITIBA – PR E A OCORRÊNCIA DE CAPIVARAS (HYDROCHOERUS HYDROCHAERIS, LINNAEUS, 1766)

Ariádina Reis Almeida, Luciana Leal, Daniela Biondi, Angeline Martini, Everaldo Marques de Lima Neto

Resumo


As áreas verdes são fundamentais em ambientes urbanos, porque além de garantir a proximidade do homem com a natureza, são importantes remanescentes vegetacionais que promovem o equilíbrio microclimático e dão suporte para a conservação da fauna de uma região. No Parque Municipal Tingui na cidade de Curitiba - PR é comum encontrar capivaras (Hydrochoerus hydrochaeris, Linnaeus) em áreas de uso intenso pela população visitante. Esta pesquisa teve como objetivo analisar as diferenças microclimáticas dos ambientes onde as capivaras ocorrem e sua relação com o comportamento destes animais. Neste sentido, a área do parque foi caracterizada em diferentes ambientes através da predominância de elementos da paisagem, tais como: ambientes de ilhas, de gramado e com árvores esparsas. Em cada um destes ambientes foram coletados dados de temperatura e umidade relativa do ar. Os resultados indicaram que a composição, a disposição da vegetação e a proximidade da água nos ambientes estudados, influenciaram as variações de temperatura e umidade.

Palavras-chave


Áreas verdes; Microclima urbano; Capivara; Termorregulação.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v8i2.66421

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.