CRIAÇÃO DE PARQUES URBANOS EM ATERROS SANITÁRIOS DESATIVADOS, ESTUDO DO ATERRO SAPOPEMBA, SÃO PAULO, SP.

Andrea Volpe-Filik, José Hamilton de Aguirre Junio, Ana Maria Liner Pereira Lima, Flávia Bighetti Jorge Ferreira, Mônica Salim, Otávio Augusto Faria, Ivan André Alvarez

Resumo


Os aterros sanitários constituem-se atualmente num grande problema social, ambiental e urbano devido à imobilização de grandes áreas nas cidades, produção de gases agravantes do efeito estufa, possível contaminação do solo e do lençol freático, além da possibilidade de invasões de sua área pela população de baixa renda, o que exige medidas constantes de monitoramento e intervenção das autoridades públicas (ATLAS AMBIENTAL DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO, 2004; PMSP, 2001; SILVA, 2001).

Palavras-chave


áreas verdes, aterro ambiental.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v2i3.66331

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.