APLICAÇÃO DO ÍNDICE DE VEGETAÇÃO NDVI (NORMALIZED DIFFERENCE VEGETATION INDEX) EM IMAGENS DE ALTA RESOLUÇÃO NO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO E SUAS LIMITAÇÕES

Giuliana Del Nero Velasco, Jefferson Lordello Polizel, Priscila Pereira Coltri, Ana Maria Liner Pereira Lima, Demóstenes Ferreira da Silva Filho

Resumo


O objetivo do trabalho foi testar a aplicação do índice de vegetação NDVI em imagens de alta resolução, em toda a área do município de São Paulo. Foram utilizadas imagens do satélite IKONOS II. O programa de geoprocessamento utilizado foi o TNT Mips 6.8, da MicroImages. O índice aplicado foi o NDVI (Normalized Difference Vegetation Index), que tem como variáveis as bandas do vermelho e infravermelho próximo. Notou-se, com a obtenção do índice, uma desigualdade de cores, sendo nítida a presença de faixas que não deveriam ter ocorrido. Tal fato demonstrou a ocorrência de algum tipo de erro, o que impedia a obtenção de um índice que representasse, fielmente, todo o município. Isso ainda é reforçado pelo fato do NDVI ser interpretado por tonalidade de cores, ou seja, a variação na presença de vegetação deve ser representada por uma diferença de cor; um erro gerado no índice, resultando em diferentes faixas de tonalidade, poderia prejudicar a correta interpretação do mesmo. Concluiu-se que, para o Município de São Paulo, com as imagens supracitadas, deve-se atentar quando da aplicação do índice de vegetação NDVI, não sendo possível analisá-lo em toda a extensão do município, mas sim, apenas dentro das faixas específicas geradas.

Palavras-chave


índice de vegetação, arborização urbana, sensoriamento remoto.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v2i3.66323

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.