ANÁLISE QUALI-QUANTITATIVA DA ARBORIZAÇÃO NO BAIRRO PRESIDENTE MÉDICI, CAMPINA GRANDE-PB

Afrânio César de Araújo, Irenalto Augusto Mota Ribeiro, Martival dos Santos Morais, Jussiara de Lima Oliveira Araújo

Resumo


Objetivou-se, com este trabalho, realizar uma avaliação da arborização do bairro Presidente Médici, Campina Grande, PB. Analisaram-se aspectos relacionados à localização ecaracterísticas dos indivíduos e do meio. Foram encontradas em 16 ruas 360 árvoresdistribuídas em 24 espécies, destas, oito eram nativas e 16 eram exóticas. A médiaencontrada para altura total foi de 4,93m. Quanto à altura da primeira bifurcação, 35,70% dos indivíduos apresentaram valores de até 0,60m. Apenas 4,72% das árvores apresentaram diâmetro de copa acima 9,00m. No tocante ao DAP, 50,00% das árvores apresentaram valores de, no máximo, 20,00cm. Foram encontrados 51,82% de indivíduoscujas raízes eram profundas e não provocavam danos às estruturas. Mais da metade dos espécimes apresentava sinais de ataque brando de pragas e doenças. Constatou-se que56,00% das árvores necessitavam de poda leve. No tocante à área livre, 31,44% davegetação encontrava-se na condição restrita. Os principais problemas verificados na arborização do bairro estudado relacionam-se à baixa diversidade, com predomínio de espécies inadequadas para calçadas, frequência de podas emergenciais, em geral, mal executadas, ausência de poda de formação e limpeza e área livre reduzida.

Palavras-chave


Silvicultura urbana, diagnóstico paisagístico, inventário

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v4i1.66261

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.