SELEÇÃO DE MATRIZES DE Tabebuia roseoalba (RIDL) Sandwith COM USO DE MÉTODO DE PONTUAÇÃO DE VARIÁVEIS NA ARBORIZAÇÃO URBANA DE MARINGÁ-PR

Alexandrina Pujals, André César Furlaneto Sampaio, Oscar Theodoro da Silva Neto, Jane Moreschi

Resumo


Maringá é lembrada por ter uma arborização urbana exuberante, mas a "qualidade" desta vem decaindo há anos, devido a fatores diretamente ligados a manutenção e planejamento dessa arborização. Sabendo que a procedência das sementes a serem utilizadas para arborização urbana é um fator fundamental para boa qualidade das mudas e garantia de diversidade genética, este trabalho objetivou analisar a população de Tabebuia roseoalba (Ridl) Sandwith nas vias públicas da cidade a fim de determinar árvores matrizes para coleta de sementes. Elaborou-se um sistema de avaliação utilizando parâmetros (variáveis) da copa, do tronco, da base do tronco, da localização, do porte das árvores e do índice biométrico para assim, definir um índice final, que foi considerado para classificar as árvores como matrizes. Foi calculado também o tamanho efetivo da população e depois o número de matrizes necessárias, perfazendo um total de 24 matrizes necessárias. Das 583 árvores visitadas, 102 possuem os requisitos necessários para serem matrizes, destas foram selecionadas 24, com base nos vários parâmetros analisados e no índice biométrico. Este estudo demonstrou que a determinação de matrizes urbanas através do sistema de pontuação proporciona eficiência para se eleger indivíduos por meio de vários parâmetros quali-quantitativos simultaneamente.

Palavras-chave


bignoniaceae, Tabebuia roseoalba, arborização urbana, matrizes, silvicultura urbana

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v4i1.66257

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.