ANÁLISE SILVICULTURAL DO ANGICO E DA AROEIRA NA ARBORIZAÇÃO DA CIDADE DE BRASÍLIA/DF

José Maximiano de Mello Jacinto, José Imaña-Encinas, Gustavo Silva Ribeiro, Caio César Teobaldo, Christian Rainier Imaña

Resumo


O presente estudo analisou o comportamento dendrométrico silvicultural das espécies angico Anadenanthera macrocarpa (Benth.) Brenan, e aroeira Myracrodruon urundeuva Fr. All. na arborização urbana da cidade de Brasília, Distrito Federal. Foram realizadas medições de diâmetro, altura do fuste e altura total de 21 árvores de angico na idade de 18 anos, e em 12 árvores de aroeira na idade de 14 anos. As mesmas árvores foram medidas novamente 7 anos após. Além das medições dendrométricas também foram consideradas as características silviculturais da espécie. Ambas as espécies apresentaram bom desenvolvimento podendo ser indicadas para programas de arborização em áreas urbanas de Brasília e seu entorno.

Palavras-chave


silvicultura urbana, florestas urbanas, arborização urbana

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v4i1.66248

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.