PERCEPÇÃO AMBIENTAL SOBRE ARBORIZAÇÃO URBANA EM REGIÕES DISTINTAS DO MUNICÍPIO DE BAURU-SP

Marcela Carolina Souza Sufia, Gabriela dos Santos Souza, Marcos Vinícius Bohrer Monteiro Siqueira

Resumo


A arborização urbana compreende toda e qualquer vegetação arbórea em espaços públicos e privados de uma cidade. Quando executada com planejamento adequado, pode gerar benefícios nos âmbitos ecológico e social. Com o objetivo de comparar a percepção ambiental dos moradores em relação à arborização urbana do município de Bauru-SP, foram selecionados dois bairros em regiões distintas da cidade. Em cada uma das áreas, aplicou-se um questionário com questões abertas e fechadas a 106 participantes escolhidos de forma aleatória, no qual pretendeu-se determinar o perfil dos entrevistados, bem como a opinião destes em relação à arborização do seu bairro, suas vantagens e desvantagens, a responsabilização do manejo das árvores, entre outros. Os resultados obtidos indicaram que, no bairro situado na zona sul da cidade, a maioria (59%) dos entrevistados sabe o significado de arborização urbana e demonstra interesse em contribuir financeiramente para ações de plantio e manutenção, enquanto que no bairro localizado na região norte, a minoria (38%) possui algum conhecimento sobre o assunto, apresentando uma menor disponibilidade para melhorias na arborização do bairro. A percepção da arborização entre os bairros foi distinta, sendo que 59% dos moradores do bairro Parque Jardim Europa mostraram conhecimento sobre arborização, contra 38% do bairro Parque Santa Edwiges, e algumas dessas razões podem ser derivadas da ação do poder público local, do grau de instrução dos moradores, poder aquisitivo entre outros fatores.


Palavras-chave


Qualidade de vida; Planejamento Urbano; Vias públicas.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v13i4.65135

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.