ASPECTOS ECOLÓGICOS DE EPÍFITAS VASCULARES NA ARBORIZAÇÃO URBANA DE QUINTA DO SOL, PARANÁ, BRASIL

Gustavo Guazzelli Medeiros Teixeira, Luciano Davi Pretzel, Fernanda Zanela Alves, Marcelo Galezzi Caxambu

Resumo


A arborização é um elemento essencial dentro do planejamento urbano e necessita de uma abordagem florística e ecológica. Assim, o presente trabalho objetivou levantar e a classificar as epífitas vasculares, considerando os aspectos ecológicos da flora presente na cidade de Quinta do Sol, PR, Brasil. Foram analisadas as espécies de epífitas presentes nos forófitos situados no alinhamento urbano, a partir da classificação quanto a origem, síndrome de dispersão e categorias ecológicas. Registrou-se 61 espécies de epífitas vasculares, distribuídas em 21 famílias e 47 gêneros. A família Cactaceae (21,3%) e Orchidaceae (18%) se destacaram como as mais ricas. A categoria ecológica com maior significância foi holoepífita verdadeira e quanto a síndrome de dispersão, houve a predominância de espécies anemocóricas seguidas de zoocóricas. Conclui-se que este estudo apresenta uma das maiores riquezas de epífitas vasculares já encontradas, até o momento, em arborização urbana no Paraná. A ocorrência de algumas espécies está associada a perturbação do ambiente da cidade, ocasionado principalmente pela dispersão realizada pelos munícipes visando a ornamentação. Por conta da maior representatividade de epífitas com dispersão zoocórica, nota-se a necessidade de se estudar ainda mais essa sinúsia no meio urbano, evidenciando a importância da arborização como mantenedora da diversidade faunística.


Palavras-chave


Epifitismo; Categorias ecológicas; Biodiversidade; Síndrome de dispersão

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v12i4.63582

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista da Sociedade Brasileira de Arborização Urbana

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.