ESTUDO QUALI-QUANTITATIVO E PERCEPÇÃO AMBIENTAL DA ARBORIZAÇÃO DO SETOR JARDIM SEVILHA, GURUPI - TO

Romualdo Júlio Cavalcante Wanderley, Claudia Alicia Marín Perez, Dário Rabêlo, Patricia Aparecida de Souza, Marcos Giongo, André Ferreira dos Santos

Resumo


A importância da arborização urbana como elemento natural componente do ecossistema urbano reside nas funções e benefícios que ela desempenha. Para se conhecer a arborização urbana, é necessária a sua avaliação, o que depende da realização de inventário. Dessa forma, o objetivo deste trabalho foi avaliar a arborização e a percepção ambiental dos moradores do setor Jardim Sevilha da cidade de Gurupi - TO. A arborização das vias públicas do Jardim Sevilha apresentou-se constituída de 212 indivíduos arbustivo-arbóreos e palmeiras, pertencentes a 19 famílias, 35 gêneros e 38 espécies. No estudo, 26,32% das espécies eram nativas do Bioma Cerrado, enquanto que 73,68% eram exóticas. Todavia, em relação ao total de indivíduos, 91,98% eram exóticos e somente 8,02% eram nativos do bioma. A espécie de maior ocorrência foi Licania tomentosa, com 54,25% do total de indivíduos. A maioria dos indivíduos apresentou-se em boas condições fitossanitárias e sem necessidade de poda. Diante dos resultados sobre percepção ambiental, pode se dizer que a maioria dos entrevistados tem conhecimento sobre a importância da arborização em vias públicas. Entre os benefícios mais observados estão o fornecimento de sombra e a amenização da temperatura.


Palavras-chave


Inventário; Desenvolvimento sustentável; Diversidade biológica

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v12i4.63579

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista da Sociedade Brasileira de Arborização Urbana

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.