AVALIAÇÃO AMBIENTAL DO PARQUE MUNICIPAL MAURICIO DE OLIVEIRA, MOSSORÓ/RN

Paulo César da Silva Santos, Gutierres Silva Medeiros Aquino, Livia Laiane Barbosa Alves, Gleiciana Nascimento de Almeida, Vinicius Gomes de Castro, Rejane Tavares Botrel

Resumo


Com  objetivo de determinar os pontos positivos e negativos, quantificar e qualificar a vegetação arbórea do Parque Municipal Mauricio de Oliveira, Mossoró/RN, foram realizados a avaliação pós ocupação (APO) e o censo arbóreo completo na área. Através de uma análise Walkthrough (caminhamento), os principais pontos negativos apontados foram pistas de caminhada com larguras inadequadas, falta de planejamento do estacionamento de veículos, falta de iluminação adequada e poluição do rio Apodi-Mossoró localizado na área do parque. Entre os pontos positivos destacou-se a importância do parque para o lazer da população de Mossoró. A partir do levantamento dos indivíduos arbóreos na área de estudo, registrou-se a ocorrência de 3897 individuos, distribuídas em 12 famílias e 24 espécies, sedo Prosopis juliflora a espécie mais frequente. As plantas exóticas foram predominantes na arborização do parque (54%) tanto em espécies (13) quanto em número de indivíduos (3577), o que acaba causando prejuízos ao ecossistema. Observou-se que o parque apresenta problemas ambientais, que precisam ser minimizados ou eliminados.


Palavras-chave


Áreas verdes; Parques urbanos; Semiárido

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v12i3.63566

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista da Sociedade Brasileira de Arborização Urbana

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.