INVENTÁRIO E DIAGNÓSTICO DA ARBORIZAÇÃO EM QUATRO ÁREAS PÚBLICAS NA CIDADE DE GUAÇUÍ - ES

Lucas Duarte Caldas da Silva, Rafael Marian Callegaro, Kelen Pureza Soares, José Renato Azedias Campos, Filipe Meneguelli

Resumo


Esta pesquisa teve como objetivo realizar um diagnóstico da arborização em quatro praças da cidade de Guaçuí - ES. Foi realizado o censo quali-quantitativo dos indivíduos com diâmetro à altura do peito (CAP) ? 5,0 cm. Constatou-se que Poincianella pluviosa (DC.) L.P.Queiroz foi a única com frequência (31,9%) superior a recomendada. As famílias Arecaceae (30 indivíduos; nove espécies) e Fabaceae (48 indivíduos; sete espécies) tiveram maior riqueza e abundância. O número de espécies exóticas (22) foi superior ao número de nativas (nove), indicando a necessidade de implantação de mais espécies nativas. A qualidade geral da arborização urbana foi satisfatória, embora sejam necessários manejos específicos em alguns locais. A área circundante à Prefeitura teve as piores condições de fitossanidade (ruim: 16,7%) e do sistema radicular, com 20,0% das árvores causando danos moderados ou severos ao piso. Na Praça Vicente Camuzi a maior demanda por alguma forma de poda (57,1%) e na Praça João Acacinho encontrou-se a maior proporção de árvores com qualidade de copa ruim (12,2%). Os índices de sombreamento arbóreo foram satisfatórios, mas os índices de densidade arbórea foram inferiores aos recomendados. Infere-se que a arborização das áreas públicas pesquisadas teve boas características quali-quantitativas, mas necessita de algumas intervenções.


Palavras-chave


Avaliação quali-quantitativa; Área verde; Qualidade ambiental; Árvores urbanas

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v12i2.63540

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista da Sociedade Brasileira de Arborização Urbana

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.