DIAGNÓSTICO DA ARBORIZAÇÃO DO PARQUE URBANO TUCUMÃ, EM RIO BRANCO-AC

Lucélia Rodrigues Santos, Ednéia Araújo dos Santos, Romário Mesquita Pinheiro, Evandro José Linhares Ferreira

Resumo


O presente trabalho teve como objetivo realizar o diagnóstico da arborização da maior porção contínua do Parque Urbano Tucumã em Rio Branco-AC. Foram inventariadas todas as espécies de porte arbóreo situadas dentro da área selecionada para estudo. Verificou-se ocorrência de problemas fitossanitários (erva-de-passarinho, fungos e cupins) e danos causados pelo sistema radicular ao calçamento além de realizar a identificação botânica. Foram registrados 576 indivíduos, 69 espécies e 20 famílias botânicas. O maior número de espécies se concentrou nas famílias Fabaceae (24 spp.) e Arecaceae (14 spp.). O índice de Shannon-Wiener encontrado foi de 3,37, indicando alta diversidade de espécies. As espécies nativas corresponderam a 73,91% do total de indivíduos amostrados. Foi observado que 22,57% dos indivíduos apresentaram algum problema fitossanitário. Foram observados danos ao calçamento causado pelas raízes de 1,56% dos indivíduos registrados. Os resultados apontam a necessidade de melhor planejamento na arborização com o uso de mais famílias botânicas, melhor distribuição das espécies e medidas de controle de pragas e doenças.


Palavras-chave


Área verde urbana; Composição florística; Fitossanidade

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v12i2.63529

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista da Sociedade Brasileira de Arborização Urbana

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.