DIAGNÓSTICO FLORÍSTICO DA PRAÇA FLORIANO PEIXOTO NA CIDADE DE MACAPÁ, AMAPÁ

Adelson Rocha Dantas, Ediellen Mayara Corrêa Gomes, Angélica Pantoja Pinheiro

Resumo


O estudo teve como objetivo realizar um diagnóstico quali-quantitativo da arborização da praça Floriano Peixoto, na cidade de Macapá-AP. Foram mensurados as CAP's e as alturas das árvores e das palmeiras, e determinados os parâmetros fitossociológicos, distribuição diamétrica e classes de altura da composição florística. As espécies ornamentais foram identificadas. Foram encontrados 240 indivíduos (palmeiras e árvores), distribuídos em 10 famílias, 18 gêneros e 19 espécies. As famílias que se destacaram com maior número de espécies foram Arecaceae e Fabaceae com quatro espécies cada. Euterpe oleracea Mart. dominou em número de indivíduos (86 indivíduos). As espécies que obtiveram maior índice de valor de cobertura foram: Clitoria fairchildiana R.A. Howard (46,35%), Mangifera indica L. (39,20%) e Euterpe oleracea (36,94%). O índice de diversidade (H') obtido foi 0,98. A estrutura diamétrica apresenta conformação de "J invertido". A maioria dos indivíduos, árvores e palmeiras, apresentam altura acima de 6 m. Foram encontradas nove famílias de espécies ornamentais, divididas em 11 gêneros e 12 espécies, sendo maioria exóticas. Os resultados sugerem medidas que visem o planejamento adequado da diversificação florística e valorização da flora local na arborização da Praça Floriano Peixoto. Essas medidas podem ser adotadas para outras praças de Macapá.


Palavras-chave


Áreas verdes públicas; Planejamento urbano; Inventário florístico urbano; Parâmetros fitossociológicos; Espécies exóticas.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v11i4.63494

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista da Sociedade Brasileira de Arborização Urbana

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.