INVENTÁRIO FLORÍSTICO QUALI-QUANTITATIVO DAS VIAS PÚBICAS DE ITANHAÉM -SP

Tamara Ribeiro Botelho de Carvalho Maria, Daniela Biondi, Rogério Bobrowski

Resumo


O objetivo desta pesquisa foi realizar um inventário quali-quantitativo da arborização de ruas de Itanhaém, São Paulo. O município está inserido sob o Bioma Mata Atlântica, apresenta uma área urbanizada de 40,8 ha, e é subdividido em 15 regionais administrativas. Para a avaliação quantitativa foram percorridas as vias urbanizadas do município, contabilizando a quilometragem de vias urbanizadas e o número de árvores. Para o inventário qualitativo, os indivíduos foram avaliados quanto à localização, espécie, condição estrutural e fitossanitária, condição de raiz, altura total, altura de bifurcação, área de canteiro, DAP e necessidades de manejo. Foram encontrados 18.128 indivíduos de porte arbóreo em área urbanizada do munícipio, com Terminalia catappa L. (17,47%), Ficus benjamina (16,76%) como as espécies de maior frequência. A maioria dos indivíduos (64%) estão entre 0 e 6 metros de altura, com DAP médio de 16,8 cm, o que indica expressiva ocorrência de indivíduos arbóreos jovens e ou de pequeno a médio porte. A maioria dos indivíduos apresentou boas condições estruturais e fitossanitárias (54%), raízes profundas (64%) e sem necessitar de práticas de manejo (49,8%), entretanto a poda leve foi o manejo mais indicado (27%). 


Palavras-chave


Floresta urbana; Arborização de ruas; Amostragem; Composição florística

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v11i4.63442

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista da Sociedade Brasileira de Arborização Urbana

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.