AVALIAÇÃO QUALI-QUANTITATIVA DA ESPÉCIE Licania tomentosa (Benth.) Fritsch. NA ARBORIZAÇÃO VIÁRIA DE BONITO-MS

Kendra Zamproni, Daniela Biondi, Rogério Bobrowski

Resumo


A avaliação da arborização de ruas é fundamental para o planejamento e manutenção deste patrimônio de modo a maximizar os benefícios proporcionados pelas árvores nas cidades. O objetivo deste trabalho foi avaliar de forma quantitativa e qualitativa os indivíduos da espécie Licania tomentosa (Benth.) Fritsch. (oiti) na arborização viária do município de Bonito-MS. Foram contabilizadas todas as árvores da área urbanizada do município e para a avaliação qualitativa realizou-se um inventário por amostragem aleatória com parcelas lineares de 400m. Para a caracterização dos oitis foram obtidas as seguintes variáveis: CAP, altura total, altura de bifurcação, diâmetro de copa, condição física e sanitária, necessidade de tratamento e condição de raiz. Foram amostrados ao todo 589 indivíduos de oiti, distribuídos em 17 unidades amostrais. Analisando as distribuições diamétrica e hipsométrica verifica-se a predominância de indivíduos com pequena e média altura. A altura de bifurcação média foi de 0,84m. Mais de 60% dos indivíduos foram classificados como regulares, com condição física e vigor medianos. É aconselhável a suspensão de novos plantios desta espécie para o equilíbrio com a frequência das demais espécies, a fim de aumentar a diversidade e contribuir para a melhoria estética e ecológica da cidade. 


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v11i2.63421

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista da Sociedade Brasileira de Arborização Urbana

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.