ARBORIZAÇÃO URBANA NA CIDADE DE PAULISTANA-PI: UMA ANÁLISE DAS PRAÇAS PÚBLICAS

Ijan de Carvalho Silva, Vanessa Teresinha Ribeiro

Resumo


O município de Paulistana possui uma área de 1.969,955 km2, sua zona urbana divide-se em 18 (dezoito) bairros, sendo que destes apenas 4 (quatro) possuem praças. O presente trabalho teve como objetivo a realização de uma análise das 4 (quatro) praças públicas existentes no município de Paulistana-PI para se obter um diagnóstico da arborização das mesmas. A metodologia aplicada caracteriza-se como um estudo de campo, consistindo em um levantamento das condições físicas das praças, identificação das espécies arbóreas, ocorrência, bem como o estado físico de cada indivíduo arbóreo, porte e poda. Foram analisados a frequência em que cada indivíduo aparece e o Índice de Densidade Arbórea (IDA) para cada praça. Na pesquisa realizada, foram identificados 76 indivíduos distribuídos em 11 espécies. Das quatro praças estudadas, três apresentavam IDA para cada 100 m2 de área abaixo de 1, denotando carência de vegetação arbórea. Os resultados obtidos mostram que a situação arbórea do município em estudo apresenta problemas, principalmente na seleção e distribuição das espécies, além da manutenção das mesmas. Este fato evidencia a necessidade da implantação de políticas públicas voltadas à arborização dos espaços urbanos da cidade, a fim de ampliar a biodiversidade e o bem estar da população local.


Palavras-chave


Espécies arbóreas; Biodiversidade; Espaços urbanos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v12i1.63417

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista da Sociedade Brasileira de Arborização Urbana

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.