AVALIAÇÃO QUALI-QUANTITATIVA DE ESPÉCIES ARBÓREAS NO PERÍMETRO URBANO DA CIDADE DE CORUMBATAÍ DO SUL – PR

Gabriela Roberta Nardon Meira, Gustavo Guazzelli Medeiros Teixeira, Pâmela Roberta Francisquetti Venturin, Pauline Gottstein, Marcelo Galeazzi Caxambu

Resumo


Os benefícios da arborização urbana estão condicionados à qualidade de seu planejamento e manejo, visto que o negligenciamento destes resultam em conflitos com os equipamentos urbano, infraestrutura e pedestres. Tendo em vista o exposto, o presente estudo teve como objetivo realizar análise quali-quantitativa de compatibilidade das essências com meio onde estão inseridas, através do censo das espécies arbóreas. Analisou-se 458 indivíduos distribuídos em 36 espécies vegetais, 34 gêneros e 21 famílias botânicas, dentre estas, Poincianella pluviosa var. peltophoroides, Schinus molle e Ligustrum lucidum foram as espécies mais abundantes, representando juntas 75,8% da arborização urbana. A partir dos resultados obtidos, P. pluviosa e S. molle foram as espécies que notoriamente apresentaram maiores índices de conflitos entre planta/infraestrutura ao se avaliar, por exemplo, situação da raiz, rede elétrica, interferência no trânsito de pedestres, canteiro ao redor do espécime arbóreo e altura da primeira bifurcação, constatando a necessidade de manejo adequado da arborização, visando tornar o indivíduo arbóreo compatível com o meio, causando o mínimo conflito possível com equipamentos urbanos, passagem de veículos e pedestres. 


Palavras-chave


Análise quali-quantitativa; Arborização urbana; Planejamento urbano.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v10i4.63383

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista da Sociedade Brasileira de Arborização Urbana

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.