ANÁLISE QUALI-QUANTITATIVA DA ARBORIZAÇÃO DAS ÁREAS PÚBLICAS DO BAIRRO CENTRO DE RESENDE, RJ

Mayara Souto Nascimento, Eidilla da R. Rodrigues, Carlos Alberto dos S. Souza, Maurício Jorge B. de Faria, Jonas Pederassi, Mauro Sergio C. S. Lima

Resumo


O estudo visou analisar aspectos fitossociológicos arbóreos de 7 áreas públicas do centro do município de Resende-RJ. Foram realizadas visitas as áreas entre os meses de março a maio de 2013 com um formulário para a coleta de dados e uma chave de identificação de espécies. Foram catalogados 171 indivíduos em 18 famílias e 43 espécies. Em relação à Diversidade de Shannon, a Praça do Centenário obteve o maior índice (H'=2,26) em relação às demais áreas avaliadas. O Parque do Aarão obteve o maior índice de Dominância de Simpson (D=11,89). A Praça da Concórdia obteve o maior índice de Equitabilidade de Pielou (J=0,97). A Praça Marechal José Pessoa obteve o menor índice nos três aspectos supracitados (H'=0,79, D=1,65 e J=0,57). Quanto a fitossanidade das árvores, 43,27% dos espécimes foram considerados sadios e, apenas, 12,28% considerados ruins, demonstrando boa qualidade das árvores. A similaridade calculada por Jaccard variou de 0,07 a 0,23, demonstrando uma dissimilaridade entre as áreas estudadas. Tal resultado pode ser devido à utilização de diferentes tipos de modelos paisagísticos pelas gestões municipais em diferentes épocas. As áreas avaliadas apresentaram uma elevada riqueza de espécies e boa qualidade, sendo necessário o conhecimento, respeito e preservação por parte da população.


Palavras-chave


Arborização urbana; Diversidades e equitabilidade; Similaridade; Fitossanidade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v9i4.63314

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista da Sociedade Brasileira de Arborização Urbana

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.