INFLUÊNCIA DAS ESPÉCIES EXÓTICAS INVASORAS NA EXPRESSÃO DA DIVERSIDADE DA ARBORIZAÇÃO DE RUAS DE CURITIBA-PR

Rogério Bobrowski, Daniela Biondi

Resumo


A diversificação da composição de espécies é objetivo primordial do planejamento da arborização de ruas. Sem conhecimento técnico especializado e reconhecimento do comportamento ecológico de uma espécie pode-se introduzir aquelas com potencial invasor.  Este trabalho objetivou analisar a composição da diversidade de espécies na arborização de ruas, a contribuição das espécies exóticas e exóticas invasoras na expressão do índice de Shannon-Wiener e a variação da diversidade de espécies entre duas ocasiões de medição. Para isso foram remedidas 15 unidades amostrais de um inventário de 1984, sendo analisada a proporção de espécies nas parcelas e entre os inventários. Constatou-se que para as espécies exóticas invasoras mais freqüentes, em ambos os inventários (Ligustrum lucidum e Melia azedarach), houve redução na quantidade de indivíduos. Entretanto, para Eriobotrya japonica, Hovenia  dulcis e Pittosporum undulatum as proporções de aumento foram respectivamente iguais a 70%, 1100% e 700%. Os valores do índice se Shannon-Wiener foram significativamente diferentes (p<0,01) para 12 parcelas e para o total amostrado. A remoção das espécies exóticas invasoras não alterou significativamente (p>0,01) o valor do índice para o ano de 2010, mas com a remoção das espécies exóticas as alterações se tornaram significativas (p<0,01) acarretando em menores valores do índice.


Palavras-chave


Ecologia urbana; Silvicultura urbana; Manejo da arborização de ruas

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v10i2.63242

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista da Sociedade Brasileira de Arborização Urbana

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.