DIAGNÓSTICO DA COMPOSIÇÃO ARBÓREA DA CIDADE DE ISRAELÂNDIA-GO, BRASIL

Jéssica Silva Lara, Elis D. L. Alves, Fernanda Melo Carneiro

Resumo


As áreas arborizadas melhoram a qualidade do ar e permitem a preservação da biodiversidade local. A arborização é um processo que exige planejamento, pois aspectos como o porte e a origem das espécies ou até mesmo a estrutura das cidades devem ser considerados quando se pretende arborizar uma área. Assim, esse trabalho tem como objetivo diagnosticar a arborização urbana do município de Israelândia-GO. Para tanto, fizemos um censo em todas as ruas do município. Além disso, comparamos as imagens do Google Earth de 2008 com o censo realizado no ano de 2012 para detectar a permanência bem com a inserção de novas espécies. Em seguida, fizemos uma análise descritiva do levantamento realizado, e calculamos o índice de diversidade de Shannon e a equitabilidade para as todas as ruas do município. O município possui menos que 1 árvore por habitante. Contudo, as ruas apresentaram uma alta riqueza de espécies (58 espécies) com a predominância de espécies nativas. Durante o período analisado ocorreu maior inserção de espécies do que a retirada. A arborização da cidade é dominada por espécies nativas do Brasil, e a manutenção da arborização da cidade consiste basicamente na inserção de novas espécies o que já favorece a biodiversidade local.


Palavras-chave


Arborização; Centros urbanos; Espécies arbóreas; Nativa; Exótica

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v9i2.63217

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista da Sociedade Brasileira de Arborização Urbana

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.