Partidos políticos e espectro ideológico: Parlamentares, especialistas, esquerda e direita no Brasil

Ana Paula Brito Maciel, Anderson de Oliveira Alarcon, Éder Rodrigo Gimenes

Resumo


Este artigo visa contribuir com o debate sobre a localização ideológica dos partidos políticos brasileiros. Sendo o Brasil uma democracia recente com alta fragmentação partidária e inconsistências ideológicas, está presente no discurso do senso comum que os partidos se limitam ao pragmatismo eleitoral. Para aferir essa percepção, analisamos como os parlamentares do legislativo federal dos principais partidos brasileiros se auto posicionam numa escala esquerda-direita, com base no levantamento realizado pela Pesquisa Legislativa Brasileira (PLB) referente à legislatura 2011-2014 e dados levantados por experts surveys -  já comparados por Tarouco e Madeira (2015). A análise comparativa entre os resultados da classificação no espectro político nos indicam que há um reconhecimento de diferenças ideológicas, tanto pelos especialistas quanto pelos parlamentares, apresentando uma ordenação coerente na classificação dos partidos políticos na escala esquerda-centro-direita. Além de tal constatação, sugerimos que é pertinente o desenvolvimento de uma agenda de pesquisas nos próximos anos acerca do tema e que possa incluir partidos que não foram contemplados pelos bancos de dados.

 


Palavras-chave


Partidos políticos; Espectro ideológico; Parlamentares; Brasil

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/recp.v8i3.54834