#BHNASRUAS: UMA ANÁLISE DO CONFRONTO POLÍTICO CONTEMPORÂNEO A PARTIR DE PÁGINAS DO FACEBOOK”

Maria Alice Silveira Ferreira

Resumo


Os recentes protestos em todo o mundo têm chamado a atenção de pesquisadores e da opinião pública sobre as ações de confronto político contemporâneo e a relação que as tecnologias de informação e comunicação (TICs) têm nesse processo. Este trabalho teve como objetivo analisar as ações contenciosas da atualidade associadas ao uso da internet e, principalmente, das redes sociais on-line. A partir da análise de três páginas do Facebook, procurou-se entender como se deu a organização, a mobilização e os quadros de ação pessoal nas postagens dessas páginas durante os protestos de junho de 2013 na cidade de Belo Horizonte. Para subsidiar a pesquisa apresenta-se, incialmente, alguns conceitos da abordagem do confronto político. Também é feita uma discussão sobre como a internet e, principalmente, as redes sociais on-line, têm sido utilizadas como espaço de ativismo. Para esse debate foi trabalhado o conceito de ação conectiva, desenvolvido por Bennett e Segerberg (2013). Ao final, foi feita uma análise de conteúdo das postagens de três páginas do Facebook durante os protestos de junho de 2013 na cidade de Belo Horizonte. As páginas escolhidas foram: Assembleia Popular Horizontal (APH); BH nas Ruas e Vem pra Rua BH. Procuramos identificar no conteúdo das páginas três importantes elementos para as ações conectivas de confronto: 1) organização; 2) mobilização e 3) quadros de ação pessoal. Por meio da pesquisa, foram encontrados fortes elementos de mobilização nas páginas APH e Vem pra Rua BH. Os aspectos de organização foram identificados principalmente nas páginas BH nas Ruas e APH. Os quadros de ação pessoal, por sua vez, foram mais encontrados nas páginas Vem pra Rua BH.


Palavras-chave


Confronto político; Internet; Protestos de junho; Ação conectiva; Facebook.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/recp.v7i2.48546