A DITADURA MILITAR NO BRASIL E O TEATRO: MEMÓRIA E RESISTÊNCIA DA CLASSE ARTÍSTICA

César Alessandro Figueiredo

Resumo


RESUMO: O presente artigo como objetivo principal analisar o protagonismo do teatro e, principalmente, da classe artística, no cenário político brasileiro na luta contra a ditadura militar brasileira. Conforme realçado ao longo do texto, a ditadura militar no Brasil durou de 1964 a 1985, ou seja, 21 anos em que houveram sérios cerceamentos dos direitos políticos dos brasileiros. Construímos como hipótese, que nesta conjuntura política adversa a classe artística levantou-se capitaneando, em conjunto com outras forças políticas, a luta contra o regime militar. Para a consecução do artigo em tela, utilizamos de uma pesquisa qualitativa através da análise de conteúdo dos elementos mais significativos, tanto da bibliografia que pudessem aludir ao período quanto de material fílmico que contribuísse para a pesquisa realizada. Finalizando, concluímos que, com certeza, o teatro foi uma grande trincheira de luta contra o regime ditatorial e os palcos serviram de verdadeiras trincheiras para a classe artística servindo de porta voz para a população reverberar os seus dramas.

 


Palavras-chave


PALAVRAS CHAVES: Ditadura militar, resistência artística, teatro, redemocratização

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/recp.v6i2.44240