A PARTICIPAÇÃO DE LIDERANÇAS ORIUNDAS DE MOVIMENTOS SOCIAIS NO ESTADO: DINÂMICAS POLÍTICAS, TRÂNSITOS E TENSÕES

Brena Costa Lerbach

Resumo


Tendo em vista o frequente percurso observado na trajetória política de lideranças, que, originadas em movimentos sociais, passam a ocupar cargos em instituições estatais; este artigo tem como objetivo discutir possibilidades na construção de uma abordagem teórica direcionada ao estudo do trânsito de sujeitos de movimentos sociais para o Estado. Para tanto, realiza uma discussão teórica a respeito das relações entre movimentos sociais e Estado, atentando para as insuficiências apresentadas pelas teorias que se dedicam ao estudo dos movimentos sociais; e propõe o desenvolvimento de abordagens que compreendam tais trânsitos de maneira a considerar seu caráter dinâmico, tenso e contextual.


Palavras-chave


Liderança; Ativismo; Relação Movimentos Sociais-Estado

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/recp.v6i2.37389