Open Journal Systems

As políticas econômicas das ditaduras do Chile (1973-1982) e da Argentina (1976-1983) sob um ângulo comparativo

Marcos Taroco Resende

Resumo


O objetivo do artigo é analisar as políticas econômicas das ditaduras militaresdo Chile e da Argentina nas décadas de 1970 e 1980 e seus resultados. Para alcançar o objetivo, realiza-se uma análise documental de dados estatísticos da CEPAL, dos bancos centrais e outras fontes, e ainda de alguns discursos de ministros, além de uma revisão da literatura especializada. A principal contribuição do artigo é a abordagem comparativa. Os resultados indicam que apesar de algumas características em comumdas políticas econômicas liberais de ambos os países, elas apresentam importantes diferenças entre si na aplicação e nos seus resultados econômicos. A principal diferença reside em um maior radicalismo no caso chileno, e maior pragmatismo na Argentina. Alguns dos as pectos que ajudam a explicar essa divergência são os condicionantes impostos pelos militares à aplicação da política econômica e a menor capacidade de blindagem do regime militar argentino em relação aos setores produtivos em comparação ao chileno.

 


Palavras-chave


Tecnocracia, Liberalismo, políticas econômicas, Chile, Argentina.

Texto completo:

Arquivo


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/re.v42i77.72257