Interpolação ou Incorporação? uma análise sobre a trajetória teórica da Nova Economia Institucional e a Economia da Informação

Rafael Camatta, Alexandre Salles

Resumo


Nos anos de 1970 surgiram duas importantes correntes em economia, A Nova Economia Institucional (NEI) e a Economia da Informação (EInf). Analisando os principais autores destas agendas de pesquisa, percebe-se que existem conceitos e fundamentos semelhantes, influências cruzadas e trajetórias de desenvolvimento teórico compatíveis entre elas. Entre os principais conceitos discutidos estão: instituições, incerteza, assimetria de informação, racionalidade limitada, oportunismo, risco moral, seleção adversa e custos de transação. Este artigo propõe a hipótese de que a similitude observada não se assemelha a uma interpolação teórica, mas sim a uma incorporação entre a NEI e a EInf, na qual um dos programas de pesquisa se sobrepõe ao outro.

Palavras-chave


Instituições; Oportunismo; Assimetria de Informação, Nova Economia Institucional; Economia da Informação

Texto completo:

arquivo


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/re.v42i79.71175

-----------------------------------------------------------

Revista de Economia
ISSN 0556-5782 | e-ISSN 2316-9397

Indexadores (Bases, diretórios e portais)
ARDI | BASECite Factor | Diadorim | Dimensions | ERIH PLUS | EZB | Genamics | Google Scholar | ISSNJournal 4-free | Latindex | LivRe | OAJI | Open Air | Periódicos CAPES | REDIBROAD | Sherpa Romeo | Socol@r | Sumários | World Wide Science